Café

Baldes de café.

Onde quer que vá, é muito normal que oiça quer um café?. E dizer que não pode deixar uma má impressão. Sorte a minha, que adoro o sabor apurado, o aroma inconfundível e o conforto proporcionado por esse líquido quente e rico que desperta a alma.

Poderão dizer que não há nada como a bica portuguesa, aquele concentrado aveludado que se faz sentir como um estalo transcendente, um kick de energia instantânea. É verdade, é bastante diferente.

Aqui o café não é como a água suja que por muito sítio se vende a 2, 3, 4€. Não é de subestimar o sabor do café que se consome na Dinamarca, que, mesmo com uma quantidade de água consideravelmente maior, oferece um sabor forte e intenso. Por alguma razão o consumo de café na Dinamarca atinge os 5.3 kg per capita, enquanto que os valores em Portugal se ficam pelos 2.6 kg per capita (dados de 2013, Euromonitor).

Em suma, troquei o Delta por um litro diário de café de borra.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s